03 maio 2010

A relação com a comida - parte II

Depois de me mentalizar que eu não sou o "caixote do lixo", a parte seguinte vem naturalmente: evitar comer quando não se tem fome.

Parece fácil, não é? Para uma cabeça de magra, isto é 100% natural, nada faz mais sentido!

Um dia espero que isto seja tão natural para mim como respirar, mas para já exige algum esforço.

Primeiro tenho de parar para pensar "será que tenho mesmo fome ou será gula?". Parar para pensar é a chave. Depois de um bom debate com o nosso cérebro sobre os prós e contras de atacar aquele bolo de chocolate, a gula tende a ir embora...

Durante os próximos dias colocarei aqui umas dicas práticas para aprendermos a comer pela fome física e não pela fome emocional (gula).


Gula é coisa de cabeça gorda, não concordam? :p

5 comentários:

Branquinha disse...

Fico à espera das dicas :) Como tu dizes, é um processo difícil, mas se formos persistentes, conseguimos.

***

Carlinha disse...

Só consigo comentar aqui em outro pc...

No outro formato fica bem melhor pra mim!

Bjos

*sarinha disse...

estou a adorar os teus posts :) queria mesmo só comer quando tenho fome mas ainda n consigo. sou extremamente gulosa... porto-me bem uma série de dias e depois num dia estrago o "trabalhinho" todo :) beijinhos... espero que a tua viagem esteja a correr bem *
http://omeudiarioalimentar.blogs.sapo.pt/

Mary disse...

Eu adoro esses teus posts!
Muito bom refletir a respeito dessa relação com a comida.
EU tenho mesmo que repensar como me relaciono com ela.
Um super beijo pra tu. Força aí.

Carlinha disse...

kd vc???

Postar um comentário