08 maio 2010

Pondo a comida no seu lugar - parte IV

Resumindo e concluindo, para encararmos a comida como algo que serve o propósito de introduzir nutrientes no nosso corpo, precisamos de seguir alguns passos:

1 - identificar a fome
2 - identificar a saciedade
3 - esperar a fome chegar para comer
4 - comer sem restrições

Alguns "esfomeados psicológicos" terão receio de iniciar esta caminhada pois temem a intensidade da fome, e que essa os leve ao descontrole alimentar.

Se estão entre aqueles que temem a sensação de fome do estômago, devem enfrentar este medo e observá-lo de forma objectiva. De maneira realista.

A fome fisiológica é uma sensação fácil de ser cuidada com a quantidade adequada de comida. A cada vez que nos alimentamos pela fome do estômago, demonstramos a nós mesmos que somos capazes de satisfazer as nossas necessidades e adquirimos auto-confiança.

Quanto mais comermos pela fome física, menos precisaremos de comer pela fome emocional.

O número cada vez maior de experiências da alimentação pela fome do estômago terá um efeito cumulativo, e com isso, a cura da "fome psicológica", o que resultará em emagrecimento, manutenção definitiva do peso e melhor qualidade de vida.

E se a minha fome não for saciada?!
A única fome insaciável é a psicológica.

Um comentário:

Miss Betterme disse...

Ora aí está um grande pensamento!
Mui bien!
Bjs

Postar um comentário