26 março 2010

Aprendendo aos poucos a cozinhar saudavelmente...

Quando eu saí de casa dos meus pais há pouco mais de seis meses, já estava mais do que ansiosa por poder ser eu própria a fazer as minhas próprias receitas, em experimentar coisas novas, etc...

Em casa dos meus pais a alimentação é mesmo muito má. Carne com arroz, arroz com carne, massa com carne, carne com massa, lasanha pré-feita, pizza, bacalhau à Brás pré-feito, para os lanches muitas bolachas e sumos e aos fins de semana aquela ida ao centro comercial para comer o menu do MacDonals. Pronto, não quero ser injusta, também há sopa e fruta sempre em casa e se não fosse eu a ir preparar saladas para juntar à refeição, mais ninguém as fazia. Às vezes ainda fazia a minha receita de legumes estufados e até se comia (embora a minha irmã mais nova que já não é nenhuma bebé comesse com cara de enjoada).

Estranhamente ninguém é obeso, mas não tenho dúvidas das consequências que isso acarretará para a saúde no futuro (aliás, tanto o meu pai como a minha mãe já tiveram o colesterol bem elevado). Infelizmente ao fim de alguns anos de tentar em vão educar os meus pais e irmãs, já desisti dessa guerra. Eu é que era a "anorética", a "esquisita" que passava o tempo a fazer dieta, só porque não comia doces e fazia umas saladas de vez em quando.

Como devem imaginar, não via a hora de me libertar e ser dona da minha casa, cozinhar e comer o que me apetece, de preferência tudo 100% natural, muito saudável, com pouca gordura, etc.

Eventualmente evoluí para esta alimentação semi-vegetariana com a qual me tenho dado muito bem! Tenho passado imensas horas na cozinha a fazer muitas coisas, mas como toda a gente eu tenho um trabalho que me ocupa muito tempo, e por isso não posso passar o dia na cozinha (se bem que até nem me importava).

Bom, no meio destas experiências todas, com a prática aprendi algumas técnicas para ir fazendo refeições saudáveis, muito nutritivas, 100% naturais (e até biológicas), baratas e sem gastar muito tempo. UAU, dito assim, parece até um grande feito!

Espero aos poucos ir partilhando aqui algumas dessas técnicas e também algumas das receitas que tenho vindo a aperfeiçoar :)

Porque é possível sermos donas de casa, alimentarmo-nos saudavelmente e ainda ter um trabalho exigente, vida social, vida amorosa, tempo para nos exercitarmos e tratarmos de nós, etc... ou seja, sermos mulheres do século XXI!

6 comentários:

mllissa disse...

Aguardo as dicas porque ainda tenho muita coisa a aperfeiçoar.
Bjinho

Batalhadora disse...

Oi,Su!Td bem?Realmente ter uma boa alimentação em casa é essencial ainda bem que aqui em casa é assim,claro uqe minha mãe é uma cozinheira de mão cheia e vez que outra tem coisas maravilhosas e hiper caloricas,mas eu tneto me controlar.quando eu tiver minha casa quero que a comida saudável seja predominante.
Cuide-se!
Bom findi!
Beijosss

Miss Betterme disse...

Eu adoro dicas dessas! E também vou publicando algumas das coisas que vou experimentando a nível de alimentação mais saudável.
Em casa dos meus pais, usa-se e abusa-se do salgado, da gordura, etc. E eu não quero isso no meu lar!
Bjs

*sarinha disse...

quero saber essas dicas todas e estou à espera que ponhas as tuas receitinhas online :) *
http://omeudiarioalimentar.blogs.sapo.pt/

PU disse...

Olá!

Tenho visitado o teu blog frequentemente e resolvi criar um também.

Identifico-me com muitas coisas que fazes e inspiras-me a ser mais saudável =)

Se puderes lá passar ;)

disse...

Olá Su! Sem dúvida que sua evolução alimentar foi um grande avanço em relação à sua família. Sorte a dos seus filhos, que certamente não vão ter que "sair de casa" prá ter uma alimentação saudável. Meu foco agora é trazer meus filhos e meu marido cada vez mais perto do que é minha alimentação hoje. Meu marido já veio "errado", mas meus filhos são responsabilidade minha, certo? É isso aí. Bjs e vamos em frente.

Postar um comentário